CIIR ganha projeção internacional com criação do Conselho Consultivo de pacientes e familiares

CIIR ganha projeção internacional com criação do Conselho Consultivo de pacientes e familiares

Diretores do Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (Belém / PA) e representantes da Secretaria de Estado de Saúde do Pará estão participando esta semana da ‘Conferência Internacional Planetree 2022 Sobre os Cuidados Centrados na Pessoa’, realizado em Baltimore, EUA.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), é um dos quatro destaques nacionais, pelo trabalho desenvolvido pelo CIIR, em razão da criação do 1º Conselho Consultivo de Pacientes e Familiares, que tem estabelecido um canal de escuta aos pacientes e familiares para identificar, priorizar, elaborar e avaliar os esforços da instituição na rotina de atendimento. 

Realizado a partir dos princípios da filosofia Planetree, de cuidado centrado na pessoa, e implantado no país pelo Hospital Albert Einstein, a atividade do Conselho foi selecionada entre dezenas de concorrentes e é a única até então desenvolvida a pacientes assistidos por Centros de Reabilitações vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS) e estará na seção de pôsteres da Conferência Internacional. 

“É uma parceria com os pacientes em reabilitação e seus familiares para a promoção de uma melhor relação e comunicação, como também ao aperfeiçoamento do atendimento às suas necessidades individuais”, destaca a diretora executiva do Centro, Rejane Gomes.

Ações – Criado em fevereiro deste ano pelo Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP) do CIIR, o Conselho Consultivo já alcançou expressivos resultados, como o maior engajamento e sensibilização dos pais, tios e pessoas próximas para a importância no acompanhamento do reabilitando, o que já soma o envolvimento de 75 pessoas só nessa primeira etapa, consistindo num aumento de 20% se comparado ao contingente inicial. A repercussão positiva do projeto consistiu também no aumento do empenho dos conselheiros nas tomadas de decisão, o que demandou ainda um aumento de 10% de membros do conselho. 

Esse conjunto de medidas culminou também na primeira edição do evento “Data Querida”, ocorrido em 06 de agosto deste ano, quando toda a rede de apoio, incluindo profissionais do CIIR, pacientes e familiares estiveram reunidos para trocas de experiências colaborativas. 

“Essa primeira edição foi realizada também para celebrar os aniversariantes dos meses de abril, maio e junho, e contou com a participação de usuários e acompanhantes, que desfrutaram de ações lúdicas durante toda a manhã. A próxima edição do ‘Data Querida’ vai ocorrer em 12 de novembro”, explica o coordenador do NQSP do CIIR, Leisson Pinheiro, que também é um dos autores do Conselho Consultivo.

Ainda segundo Leisson, esse trabalho oportuniza a criação de estruturas na prática de parcerias colaborativas com pacientes e familiares. “Isso traz um novo olhar dentro da organização, com uma visão de contribuição para identificar as oportunidades e apoio em nossos processos de melhorias assistenciais e sociais alinhadas com a filosofia Planetree”, conclui.

A primeira experiência do “Data Querida” foi marcada com café da manhã inclusivo, palestra com psicólogo e apresentação de dança de cadeira de rodas de paciente do CIIR. Paralelamente à programação, foram oferecidas algumas atividades extras, como passeio no Jardim Sensorial, futebol e basquete inclusivos e banho legal com mangueira de água. 

Para o secretário adjunto de Gestão Administrativa, Ariel Sampaio, a repercussão internacional de todo esse trabalho desenvolvido pelo CIIR reflete o compromisso dos profissionais da saúde pública no processo contínuo de aperfeiçoamento da humanização de atendimento. “No caso do Conselho, os profissionais estão dando voz a quem está do outro lado. Ninguém melhor do que quem passa pelo atendimento para sugerir e apontar onde devemos melhorar e inclusive para prestar também apoio ao acompanhante do paciente”, explica. 

Localizado em Belém, o CIIR é um órgão do Governo do Pará, administrado pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), em parceria com a Sespa. 

O Centro é referência no Pará na assistência de média e alta complexidade às Pessoas com Deficiência visual, física, auditiva e intelectual. Os usuários podem ter acesso aos serviços do CIIR por meio de encaminhamento das Unidades de Saúde, acolhidos pela Central de Regulação de cada município que, por sua vez, encaminha à Regulação Estadual. O pedido será analisado, conforme perfil do usuário, pelo Sistema de Regulação (Sisreg).

(Com informações da Ass. de Comunicação do CIIR / Ag. Pará).