CIIR: equipes apresentam onze projetos em feira interna de Qualidade e Melhoria Contínua

CIIR: equipes apresentam onze projetos em feira interna de Qualidade e Melhoria Contínua

O Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (Belém / PA) promoveu esta semana a 1ª Exposição da Qualidade – Ciclo de Melhorias, com objetivo de valorizar o empenho das equipes e premiar os melhores ciclos de resultados, voltados os usuários da unidade. O CIIR é referência no atendimento de Pessoas com Deficiência de todas as faixas etárias no Pará.

Foram apresentados 11 projetos pelas diversas equipes do centro, utilizando o PDSA (sigla em inglês para Planejar, Realizar, Estudar e Atuar) usado em processos de Qualidade e melhoria contínua. Para o evento, as equipes passaram por treinamento, conduzido por Leisson Pinheiro, gerente do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP), com apoio da analista de Qualidade, Thayse Neves.

Segundo Neves, para a avaliação dos projetos foram convidados dois representantes do Instituto Brasileiro de Segurança do Paciente (IBSP), João Barreto e Tatiara Barreto. “Os colaboradores envolvidos tiveram a oportunidade de conhecer os demais setores envolvidos, superando assim, todas as expectativas criadas”, avaliou João Barreto. “Os ciclos foram interessantes por impactarem no dia a dia e na qualidade assistencial que o centro oferece”.

Após a avaliação, o ranking da qualidade ficou estruturado da seguinte forma: em terceiro lugar ficou o projeto do Núcleo de Educação Permanente (NEP), que teve como objetivos “Aumentar a frequência dos colaboradores ouvintes nas aulas de LIBRAS, ampliar a flien na conversação com usuários e colaboradores surdos”. Em segundo lugar, o setor de Gestão de Acesso, que teve como objetivo a “Implementação de rotinas sistemáticas para gerenciamento da entrada em reabilitação de acordo com a linha de cuidado (física, intelectual e auditiva) e oficina ortopédica.

Thayse Neves informou que o vencedor foi a equipe do Centro Especializado em Reabilitação IV (CER IV), que teve como objetivo de trabalho “Desenvolver equipe de reabilitação de alta performance”. O coordenador do setor, Bruno Cruz, destacou a importância de partilhar o conhecimento entre as equipes. “É muito importante perceber o quanto os trabalhos conversam entre si”.

Ele explicou que o trabalho realizado no CER IV é desenvolvido, por meio da interlocução da equipe, da melhoria no processo interpessoal entre a equipe e a gestão; melhoria do fluxo de reavaliação; reestruturação do espaço físico e, por fim, dos ciclos de melhorias futuros, como melhoria no absenteísmo e melhora total no processo de reabilitação. “Isso garante um ganho substancial ao usuário, dentro do processo completo do plano terapêutico mais seguro, confortável e adequada a cada um, sempre voltado ao cuidado centrado no paciente.”, finalizou.

(Com informações da Assessoria de Comunicação do CIIR).