Hospital Jean Bitar promove Roda de Conversa pelo Dia da Visibilidade Transexual

Hospital Jean Bitar promove Roda de Conversa pelo Dia da Visibilidade Transexual

(16/2/21) – O Hospital Jean Bitar (Belém/PA) promoveu no fim de janeiro o uma Roda de Conversa em alusão ao Dia da Visibilidade Transexual, coordenado pelo Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) da unidade.

A iniciativa contou com a participação de gestores de setores do hospital e pacientes transgêneros, entre eles o primeiro a ser submetido em 2019 a cirurgia de Processo Transexualizador pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no norte do país.

Segundo a Gerente Assistencial do Hospital Jean Bitar, Alexandra Santos, foi muito importante ter acompanhado, e, de alguma forma, participado de uma conquista tão importante, por meio do atendimento prestado aos usuários pela equipe assistencial na unidade de internação e no centro cirurgico do HJB. Sobre o evento, a gerente informou que foi um momento de reflexão a respeito do atendimento humanizado que cada um deve prestar aos transgêneros na instituição.

De acordo com a médica endocrinologista do HJB, Flávia Cunha, doutora em Distúrbios do Desenvolvimento Sexual (DDS) e Disforia de Gênero pela Universidade de São Paulo (USP), coordenadora do Ambulatório de Transgêneros do HJB, os pacientes que precisam do atendimento pelo SUS no Pará, contam, inicialmente, com a assistência de equipe multidisciplinar na Unidade de Referência Especializada em Doenças Infecciosas e Parasitárias Especiais (UREDIPE), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) que inclui serviço social, psicologia, endocrinologia, fonoaudiologia e nutrição e, após acompanhamento com tempo mínimo de dois anos, são encaminhados ao HJB para serem preparados por equipe multidisciplinar do Hospital, para a realização dos procedimentos cirúrgicos necessários, que seguem a ordem de entrada dos pacientes no programa da UREDIPE.

(Informações: Ass. Imprensa).