Oftalmologista do CIIR, que atende PCDs, alerta sobre saúde ocular

Oftalmologista do CIIR, que atende PCDs, alerta sobre saúde ocular

Cuidados com os olhos são fundamentais para prevenir doenças do período de verão, entre as quais a conjuntivite – inflamação da conjuntiva, membrana transparente e fina que reveste a parte da frente do globo ocular. A recomendação é da oftalmologista do Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (Belém/PA), Maria Maeve Muniz, que alerta: ao mergulhar durante o banho de mar, piscina ou rio, feche os olhos por causa da poluição das águas.

A médica observa que os surtos de conjuntivite são comuns nesses períodos. “Os usuários de lentes de contato devem sempre lembrar de manter os olhos fechados na hora do mergulho. E quando chegar em casa, retirar as lentes e deixá-las na solução de higiene própria”, orientou a profissional, que ressalta ainda a existência de lentes descartáveis, de uso diário, ideais para esportes aquáticos. Outra opção são os óculos específicos para mergulho, que permitem a vedação total.

Quanto ao uso de protetor solar, ela recomenda os que são à prova d’água, administrados com cuidado na área dos olhos, para evitar irritações e processos alérgicos.

Outra dica é usar óculos com filtro protetor UVA e UVB, de origem confiável, pois a exposição dos olhos ao sol, sem proteção adequada, pode causar doenças.

Baixa visão – A médica do CIIR ressalta que os cuidados devem ser redobrados para pacientes com alguma patologia ocular. O CIIR é referência na assistência de Pessoas com Deficiência (PCDs) no Pará e, entre os usuários atendidos pela equipe multiprofissional, está o jovem José Cleberson Palheta Santos, 16 anos, que faz orientação e mobilidade com terapeuta ocupacional, devido à sua baixa visão. Ele só consegue enxergar com o olho esquerdo e está sendo preparado para receber a bengala como auxílio óptico, para melhora e mais segurança na sua locomoção. O adolescente elogia o atendimento recebido, inclusive, no esporte adaptado, como o judô.

“Dificilmente vou para balneários, mas acho muito importante as orientações recebidas pela Drª Maeve para prevenir outras doenças oculares. Gosto muito daqui. Já nasci com baixa visão e enxergo melhor de um olho. Venho aqui duas vezes por semana. Só tenho a agradecer”, comentou o usuário, que recebe atendimento no CIIR desde junho de 2019. Atualmente, são feitos, em média, 290 atendimentos oftalmológicos no CIIR.

Estrutura de atendimento – Os usuários podem ter acesso aos serviços por meio de encaminhamento das Unidades de Saúde, acolhido pela Central de Regulação de cada município, que por sua vez encaminhará à regulação Estadual, onde o pedido será analisado conforme o perfil do usuário, através do Sistema de Regulação.

O Brasil tem 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual severa, das quais 582 mil cegas e 6 milhões com baixa visão, segundo o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Serviço – O CIIR é um órgão do Governo do Pará, administrado pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). O Centro funciona na Rodovia Arthur Bernardes, n° 1000. Mais informações: (91) 4042-2157/58/59.

(Texto: Vera Rojas – Ass. Comunicação INDSH / PA).